sábado, 11 de agosto de 2007

Aston Villa vs Liverpool

data: 11.08.07
jornada: 1ª

Aston Villa, 1 - Liverpool, 2
marcadores: 0-1 (Martin Laursen, p.b), 1-1 (G.Barry, g.p), 1-2 (S.Gerrard)

O Liverpool foi o primeiro dos candidatos ao título a entrar em acção, e logo com uma prova de fogo. Jogar em Birmingham, no terreno do Aston Villa, é sempre uma tarefa complicada para qualquer equipa. Era, indubitavelmente, o jogo grande da jornada. E ele não defraudou as expectativas. Várias caras novas no Liverpool, com Benitez a optar por uma dupla de avançados constituida por Kuyt e Fernando Torres. Foi deles a jogada do primeiro golo, com Torres, isolado, a permitir a defesa do guarda-redes, mas na insistência, um cruzamento de Kuyt a ser desviado para a própria baliza, por Martin Laursen. De tão afectado que ficou, o jogador do Aston Villa já não regressou dos balneários.

No reatamento, Martin O'Neill, técnico do Aston Villa tentou imprimir maior velocidade, tendo recorrido ao talento do internacional inglês sub-21, Ashley Young. A equipa passou a ser mais perigosa, começando a ameaçar a baliza à guarda de Reina, até então com uma tarde descansada. A 5 minutos do fim, Carragher, o experiente central dos "reds" colocou a mão na bola, concedendo uma grande penalidade indiscutível, convertida com sucesso por Gareth Barry. Rejubilou o público afecto à equipa de Birmingham e eu, em casa. Fã do Chelsea, começo logo a fazer contas, na 1ª jornada. Era importante a perda de pontos, por parte do Liverpool, dado que na próxima jornada haverá um escaldante Liverpool-Chelsea. Quem não esteve pelos ajustes foi Steven Gerrard. O capitão do Liverpool, apenas 1 minuto volvido, marcou um golo magistral, na cobrança de um livre. Fantástica a execução, colocando um ponto final da discussão do resultado. Entrada suada, mas com o pé direito, da equipa oriunda da cidade dos Beatles.

5 comentários:

nelson ribeiro disse...

O que conta, meu caro, é que vencemos. Já te tinha dito pessoalmente que o Liverpool está forte, este ano. E, se Benitez, publicamente, assume a candidatura, é porque está bem certo do que tem em mãos. Gostei do que vi!

nelson ribeiro disse...

Ah, e prepara-te. Para a semana, o teu Chelsea enfarda mais uma..lol

Paulo Pereira disse...

É só confiança. Gosto disso. É uma atitude tipicamente benfiquista, que tu consegues extrapolar para Inglaterra, também. Cá como lá, ou lá como cá, acontece-te sempre o mesmo, não sei se já reparaste nisso. Euforia desmedida, ambição sem limites e, depois, o efeito do balão furado. Lá se vai o gás. Calculo que não seja preciso esperar muito. Mas, por agora, vai lá atirando os foguetes.

Abraço

carlos magno disse...

Paulo, gostei do que vi no Liverpool. Apesar de alguma sorte, no lance do primeiro golo, estão fortes e com muitas soluções. E o que não é para descurar: venceram num campo complicado.

Abraço

Paulo Pereira disse...

Carlos, alguma sorte???????
O Laursen parecia um ponta de lança k ninguem desdenharia ter na equipa...