sábado, 27 de outubro de 2007

Resultados - jornada 11

Chelsea, 6 - Manchester City, 0
marcadores: 1-0 (Essien), 2-0 (Drogba), 3-0 (Drogba), 4-0 (J.Cole), 5-0 (Kalou), 6-0 (Shevchenko)

O melhor início de sempre na Premier league do Manchester City teve hoje um final abrupto e inesperado. Um Chelsea como à muito não se via esmagou literalmente os comandados de Eriksson, num vendaval de futebol ofensivo que teve o seu epicentro na segunda metade. Dou a mão à palmatória. O "normal one", pese a minha antipatia criada pela saída de Mourinho, tem conseguido levar os blues londrinos a navegar em águas mais calmas. 6 vitórias consecutivas colocam o Chelsea novamente na rota do título, pese a distância a que se encontram dos primeiros. Fabulosa exibição, com Lampard e Essien a brilharem num meio-campo que agradeceu o aparecimento [finalmente] de Joe Cole, magnífico, e com o letal Drogba a fazer aquilo que melhor sabe: marcar golos. Para Eriksson e a sua jovem equipa uma lição que tão depressa não esquecerão, pese a boa réplica dada na 1ª parte, onde a finalização fez a diferença. Resta levantar a cabeça e continuar a lutar por colocar o City lá encima...

Manchester United, 4 - Middlesbrough, 1
marcadores: 1-0 (Nani), 1-1 (Alliadere), 2-1 (Rooney), 3-1 (Tevez), 4-1 (Tevez)

À partida parecia um jogo sem história, face ao momento diametralmente oposto que ambas as equipas atravessam. Para os red devils era também a oportunidade de, pela 4ª vez consecutiva, marcarem 4 golos, batendo um record antigo. E o jogonão poderia ter começado melhor, com Nani a inaugurar o marcador, logo no início, apontando o seu 2º golo com as cores do United, em provas oficiais. Na equipa principal, para além de Cristiano Ronaldo, também Anderson, pela 3ª vez consecutiva, foi titular, merecendo cada vez mais a confiança de Ferguson. O empate, obtido logo de seguida pelo francês descoberto por Wenger para o Arsenal, apenas veio apimentar um pouco o jogo, resolvido depois pelo génio dos dois avançados do Manchester. Rooney colocou-os novamente à frente, aproveitando uma infantil perda de bola, e o argentino bisou na segunda metade, colocando a pressão sobre o Arsenal, amanhã com uma deslocação difícil a Liverpool. O United assume-se cada vez mais como o principal candidato ao título, que está na sua posse.
--------------------------------------------------------------------------------

2 comentários:

carlos magno disse...

Fabuloso jogo do Chelsea, jogando de forma inacreditável. Um hino ao futebol de ataque, tal como o Manchester que ganhou com um golo portentoso do Nani.

Não se arranjam pos ai os videos dos jogos?

Bruno Pinto disse...

Afinal parece que o israelita Avram Grant trouxe mesmo o futebol mais espectaculat. Resta saber se algum dia ganhará alguma coisa...