domingo, 11 de novembro de 2007

A imparável máquina de Ferguson

O confronto da jornada 13, frente ao Rovers, não se antevia fácil, dada a excelente temporada dos comandados de Mark Hughes. Mas bastaram dois míseros minutos para a estrutura do visiante ruir, como um castelo de cartas, no palco dos sonhos. 34 e 35' e Cristiano Ronaldo a facturar por duas vezes, mantendo a pressão sobre o líder Arsenal, que só joga amanhã. Ninguém diria que este Manhester teve um início de campeonato tão problemático...

3 comentários:

Bruno Pinto disse...

Parece que Cristiano Ronaldo começou finalmente a carburar esta temporada. Aquela máquina de jogar futebol está de volta. Golos atrás de golos, em todas as competições, de todas as maneiras e feitios. Hoje foram mais dois: um de cabeça, outro a encostar de pé direito... Para mim, além de ser o melhor, é inquestionavelmente o mais completo: marca golos (de cabeça, pé direito, pé esquerdo, de fora da área, à boca da baliza, de livre directo, de penalty...), é insuperável no drible, tem um remate bombástico, é muito rápido, é fortíssimo fisicamente, é fortíssimo mentalmente, tem técnica, habilidade, criatividade, chama a si a responsabilidade, é o líder do Manchester United. Tem 22 anos... Não há nenhum tão completo como ele.

Pedro Barata disse...

O Arsenal está forte este ano, tem uma boa base, mas este será ainda um ano para o Manchester United, na minha opinião.
www.rola-bola.blogspot.com

Tiago Loureiro disse...

Vem descobrir o fabuloso destino de alguns jogadores…